Geral

A Importância de Saber “Ouvir”

Saber ouvir é tão importante quanto saber falar – De um modo geral as pessoas querem ser vistas, ouvidas, patrocinadas, reconhecidas e aceitas.

 

Pesquisas apontam que os líderes que ouvem, são aqueles considerados os melhores por seus liderados e por consequência, os que conseguem os melhores resultados das equipes.

Do mesmo modo, as relações conjugais mais duradouras estão baseadas no respeito e na capacidade dos parceiros em ouvir e patrocinar um ao outro.

Que habilidade é essa que é tão bem vista e ao mesmo tempo bastante escassa?

Não existe nada mais desestimulante e desagradável do que quando contamos algo que consideramos muito importante para alguém e essa pessoa dá de ombros ou comenta algo superficial, apenas por comentar.

Imagine que o marido ou a esposa acabou de ser promovido, chega em casa com enorme expectativa em compartilhar com o parceiro e o companheiro não dá a atenção devida, ou faz um comentário genérico e superficial, do tipo: “Já era tempo” e não se importa em saber os detalhes: Se esta promoção trouxe felicidade, insegurança, apreensão, medo, etc.

Na verdade, não é necessário que seja algo muito significante, pois mesmo nas questões cotidianas queremos ser vistos, ouvidos e quando isso ocorre nos sentimos respeitados e acolhidos. Saber escutar ativamente aquilo que está sendo dito é uma questão de treino.

Na maioria das vezes, o indivíduo não ouve porque não desenvolveu o hábito. Depois de treinar e colocar em prática passa a sentir prazer em ouvir as pessoas, sobretudo, a partir da reação positiva de quem se sente ouvido.

Além do fator ansiedade, o que nos impede de prestar atenção ao que está sendo dito com acuidade sensorial, é a necessidade de autoafirmação.

Ao invés de ouvirmos, geramos um debate a qualquer conversa, para mostrarmos que estamos certos ou que sabemos do assunto, por insegurança ou vaidade. Às vezes, não ouvimos, pelo receio de não estarmos à altura do assunto.

Então, ao invés de saborearmos o que está sendo dito ficamos de antemão, elaborando mentalmente uma resposta.

Quantos de nós nos sentíamos confortáveis quando o professor apontava em nossa direção e pedia para que respondêssemos algo relacionado à sua dissertação? É provável que bem poucos, não é?

Acontecimentos como esses, podem ter gerado em nossa mente, um efeito de comparação e generalização, ou seja, muitas vezes, em diálogos que deveríamos estar mais atentos a ouvir, na verdade estamos preocupados em saber a resposta exata, para que não sejamos vítimas de deboche, assim como em alguma dessas situações de infância.

Existem casos onde o interlocutor verdadeiramente não está preocupado em ouvir. Essa queixa é muito comum no consultório, quando realizo atendimentos aos casais.

Questionados sobre o assunto, as respostas são cópias umas das outras: “Eu passo tanto tempo no trabalho obrigado a prestar atenção em tudo e quando chego em casa não posso nem relaxar, tenho que ficar prestando atenção a cada detalhe”.

Ou seja, prestar atenção, ouvir, parece para essas pessoas uma espécie de castigo. Existe uma grande confusão que para se sentir relaxado é preciso ficar ausente, quando na verdade quanto maior a profundidade do relaxamento maior concentração e presença haverá no diálogo.

Saber ouvir um interlocutor é acolher, é se colocar no lugar do outro, é evitar julgamentos e sobretudo controlar a tendência natural e sedutora de se mostrar sendo o senhor da verdade, do tipo que a cada frase ouvida, lança a célebre e muitas vezes desnecessária frase: “Se eu fosse você, eu…”.

Nas empresa, é papel do Gestor, Empreendedor, Líder, Supervisor desenvolver uma escuta ativa e eficiente. dessa maneira estará valorizando seus colaboradores, como também estará munido das informações que precisa para tomar as atitudes corretas, sem qualquer tipo de precipitação ou paixão.

Saber Ouvir faz parte de uma habilidade, dentro das corporações,  do que chamamos desempenho em “Alta Performance.

Saber Ouvir faz toda a diferença nos relacionamentos profissionais e pessoais. Sua companheira, companheiro, familiares e amigos em geral irão perceber a diferença, e com certeza ficarão muito felizes e por vezes agradecidos.

ABAIXO 07 DICAS PARA APRENDER A OUVIR MAIS DO QUE FALAR DO SITE:

VAGAS / PROFISSÕES: Clique na imagem

 

Hilda Medeiros é Coach e Terapeuta.

www.hildamedeiros.com.br